Início > Uncategorized > Um Novo Olhar Sobre o Software

Um Novo Olhar Sobre o Software

Texto de setembro de 2002, para uma turma de pósgraduação em TI

Muitas vezes me lembro de como o nosso trabalho como desenvolvedores de software tem sido efetuado ao longo do tempo.

No início, nas empresas em que trabalhei nas décadas de 60 e 70, formávamos pequenas equipes, todos em uma única sala. Comecei em 65 e já existia a distinção entre analistas e programadores, mas não era muito marcante. Na prática, conversávamos muito sobre o que estivesse em andamento e nos, programadores, éramos envolvidos muito cedo no ciclo de vida do projeto, com participação ativa em muitas das decisões de “design” do software a ser construído.

Os termos “arquitetura de hardware” e “arquitetura de software” não eram utilizados no nosso dia a dia, sendo suficiente o conhecimento que tínhamos sobre a plataforma de hardware e software utilizada em nossa empresa. Essa arquitetura era bastante estável, com algumas evoluções a cada 3 ou 5 anos.

Metodologia também não era um termo popular. Nas empresas em que trabalhei nesse período, não se dispunha de qualquer documento estabelecendo um processo para as atividades de desenvolvimento de software. Entretanto, tínhamos um método de trabalho. Com os colegas mais experientes aprendíamos “o que fazer” (que atividades e como ordena-las) e o “como fazer” (como executar uma atividade específica, e em que aspectos dedicar mais atenção e esforço). Uma grande vantagem é que o aprendizado foi muito participativo. Conversava-se muito sobre as características de cada atividade para se entender como executa-la no contexto do projeto corrente.

A roda do tempo girou… e vivenciamos as décadas de 80 e 90.

As plataformas de hardware e software começaram a evoluir cada vez com rapidez maior. Nossos Clientes e Usuários começaram a demandar aplicações mais abrangentes e complexas. Surgiu o conceito de metodologia e a idéia de que construir software é como um tipo de engenharia. A metáfora da Engenharia Civil foi e tem sido amplamente utilizada para racionalizar que podemos construir software como se constrói uma casa (uma família como usuário) ou um prédio (muitos usuários, múltiplas funções). Técnicas como programação estruturada e modelagem de dados foram amplamente divulgadas e passaram a fazer parte do instrumental de trabalho de quase todos os profissionais de desenvolvimento. Outras técnicas mais recentes, como “orientação a objetos” e UML estão sendo difundidas. Muitas linguagens e ambientes de programação sugiram e foram utilizados.

A roda do tempo continua girando…

Hoje, no portal do 3o milênio, com arquiteturas abertas de hardware e software, com a presença ubíqua da Internet conectando usuários empresas e aplicações, fica uma grande certeza: desenvolver software é uma atividade cada vez mais complexa. Como podemos nos, os profissionais da área, responder a essa complexidade?

Acredito que a palavra chave seja “adaptação”. Primeiro, precisamos nos adaptar, cada um de nos, como pessoa e profissional, às exigências e condições desse novo tempo, re-avaliando nossas premissas e valores individuais. Em seguida precisamos promover a adaptação de nossos processos de trabalho, tornando-os mais “adaptativos”, fáceis de serem ajustados. Não é uma mudança radical e extrema, do tipo “comecemos tudo de novo, do zero”. Na realidade, talvez precisemos apenas de novas metáforas, novas formas para examinarmos nossos processos. Utilizando novas metáforas poderemos lançar um novo olhar sobre nossa área e, talvez, descobrir percepções que nos sejam úteis.

Ao pensar sobre tudo isso, imagino que algumas características dos “velhos tempos” deveriam ser reutilizadas, como equipes menores em um mesmo local, e muita conversa sobre “o que” e “como fazer”. Será que estou me tornando um saudosista?

Categorias:Uncategorized
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: